segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Herança

Foto: Manolo Martin
Foi em 7 de setembro de 1822 que D.Pedro I fez aquela presepada às margens plácidas do Ipiranga e o Brasil tornou-se oficialmente independente de Portugal.

Minha melhor amiga é médica e trabalha numa organização internacional que pesquisa e combate epidemias. Em função do trabalho, ela já rodou o mundo, passando por países com altos índices de desenvolvimento humano e por outros lugares paupérrimos, que sequer entraram no século XX, que dirá no XXI.

Mas esta história aconteceu em Portugal. Na primeira vez em que ela desembarcou em Lisboa, pegou um táxi para o hotel. Ao chegar, o motorista lhe perguntou se ela não queria um recibo superfaturado para ter o ressarcimento da empresa a maior. Ela indignada, obviamente, recusou a oferta escusa.

Este episódio ordinário em Portugal revela, na verdade, muito sobre o Brasil. A corrupção, a pequena transgressão, o jeito malandro de levar vantagem está entranhado no DNA de nossa formação cultural. É a nossa herança maldita.

Um comentário:

hernani.m disse...

Concordo totalmente com o seu post... essa herança maldita de preguiça, comodismo, vistas-grossas vem há tempos, no ouro brasileiro que financiou a Revolução Industrial Inglesa a troco de proteção, na fuga de 1808, no negócio de pai pra filho que foi nossa "independência"... é desolador..