sábado, 12 de setembro de 2009

Francamente, Frank Scarlett

A atriz Scarlett Johansson, que está lançando seu segundo disco, disse em entrevista ao jornal britânico "The Times", em 6/9:

"Eu sempre quis ser Frank Sinatra. Mesmo quando eu era uma criança, sempre achei que iria crescer e ter uma voz como a dele. Eu continuo esperando isso acontecer", afirmou a atriz de "Encontros e Desencontros" e "Vicky Cristina Barcelona", entre outros filmes.

Em 2008, Johansson lançou "Anywhere I Lay My Head", no qual ela faz covers de Tom Waits. Tenho esse primeiro disco e, bem, Scarlett tem uma voz miúda e o disco é audível, ok, nada demais, levemente sensual e soturno.

Este segundo álbum,"Break-Up", traz uma reunião de duetos com o músico Pete Yorn, isnpirados pelo que faziam, no final dos anos 60, o cantor Serge Gainsbourg e a atriz Brigitte Bardot. A proposta é mais pop e a música inicial de trabalho chama-se "Relator". Legalzinha. Veja uma apresentação da dupla na TV francesa e Scarlett com uma acanhadíssima presença de palco. Na sequência, outro vídeo com dois dos homens mais talentosos, charmosos e elegantes da história da música: Sinatra e Tom Jobim, cantando "Girl from Ipanema". E você vai entender porque, mesmo sendo linda e talentosa, não dá para comparar Scarlett com Sinatra em termos musicais.

Ps.: viram como eu sou bem menos pretensioso do que ela? Eu não queria nem ter a voz do Sinatra. Me contentaria com a do Seu Jorge...



video

Nenhum comentário: