sexta-feira, 12 de junho de 2009

Uma canção de amor



Hoje é Dia dos Namorados, então “...cante uma canção bonita, falando da vida em ré maior...”, mas que, de preferência, não seja esta, “Intuição”, do Oswaldo Montenegro.

Todo casal que se preza tem uma canção ligada à sua história, a música que faz lembrar um do outro. Mas se seus dotes vocais não são privilegiados e você não se garante para cantar em palcos melhores que embaixo do seu chuveiro, não cante.

Nem contrate uma serenata, porque é cafona pacas e não estamos na simpática Conservatória, cidade das serestas no interior do Estado do Rio.

Ao invés de cantar, vai por mim, é bem melhor você pôr uma música para tocar. Até porque assim, você fica com a boca liberada para outras atividades mais prazerosas.

É dia de ouvir “My funny valentine”, na voz do Sinatra, clássicos não envelhecem. Eu dou um doce para quem conseguir – e me passar – uma gravação dessa música cantada pela rouca e sexy Demi Moore em um obscuro filme do início da década de 1980, chamado “No small affair”.

Outra que eu recomendo é “She”, na voz de Elvis Costello. Para mim é uma das mais belas canções de amor jamais escritas.

E você, qual a sua música pra hoje?

2 comentários:

Deborah disse...

Vou defender as serenatas. Sou fã!

Priscilla Rodrigues disse...

As músicas que rolaram ontem foram do Portishead...nada mais sexy!
Serenatas são bregas sim,mas é romântico também...eu ia gostar! =)