quarta-feira, 7 de julho de 2010

Rock 'n' Roll



“Eu nunca planejo nada. Essa é provavelmente a diferença entre mim e o Mick. Mick precisa saber o que vai fazer amanhã. Enquanto eu me limito a acordar e ver quem anda por perto. Mick é o Rock, eu sou o Roll (risos)”


Keith Richards, vulgo Roll, no documentário Exile on Main Street, dirigido por Stephen Kijak, e que mostra os bastidores da gravação do clássico álbum homônimo dos Rolling Stones, lançado em 1972, quando a banda se auto-exilou na França.

3 comentários:

Mirelle Siqueira disse...

O pouco que conheço sobre você, atraves do blog, ja me da a certeza de que uma mesa de bar renderia boas e divertidas conversas. Escreve bem, é bem-humorado, tb vive uma linda historia de amor e ja deixou claro varias vezes que gosta de musica boa, como eu.

Mas infelizmente, nessa passagem pelo Brasil o Rio so esta no roteiro do Léo, que passara uns dois dias na sua cidade maravilhosa, visitando a minha sogra. Quem sabe vcs nao se encontram?

Luma Rosa disse...

Keith odeia Mick! Ruim ter que conviver forçado. Eu sou blues. Beijus,

Leandro Wirz disse...

Oi, Luma, bem-vinda ao Mar. Johnny e Joe Ramone se odiavam, desde que o guitarrista roubou a namorada do vocalista. Mas Mick e Keith, acho que é apenas uma relação desgastada. Eu tb sou blues.