sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Duas ou mais

Andando à minha frente em Copacabana, um casal de jovens, as duas na casa dos 20 e poucos, uma morena e outra loura.


A morena, especialmente, linda. Caminhavam enamoradas, de mãos dadas, conversando animadamente, sorridentes, genuinamente felizes. Pararam, beijaram-se na boca a luz do dia, no meio da rua, como todas as pessoas deveriam poder fazer sem temer hostilidades homofóbicas.

Poucas coisas são tão poderosas no imaginário masculino do que duas mulheres se pegando. Fantasia sexual de 99,9% dos machos.

"E por quê?" Me pergunta uma amiga. "Por que vocês gostam tanto de duas mulheres juntas?" Não creio que a razão seja a ilusão machista da incompletude. Ou seja, o equívoco de achar que duas mulheres precisam de um falo para alcançar o pleno prazer.

Somos mais simples e rasos. Gostamos de duas mulheres porque, homens, somos bichos quantitativos.

Um comentário:

desaforos disse...

acho que o motivo pelo qual os homens queremos duas mulheres simultaneamente é porque no fundo queremos comer todas. comer duas mulheres parece algo próximo disso, cria a ilusão de que a fantasia (comer todas) está começando a se tornar real. ou seja, sim, somos seres quantitativos... paulopaniago