domingo, 31 de outubro de 2010

Desalentador


Embora “Tropa de Elite 2” comece com um aviso (e alguma ironia) de que apesar de “possíveis coincidências”, aquela é uma obra de ficção, o filme traz tamanha carga de realidade – dura, nua e crua – que mais parece um documentário sobre o crime no Rio de Janeiro dos dias de hoje. Aliás, sobre o Brasil e a sua classe, digo, corja política.


Este segundo filme é excelente, assim como o primeiro. E desalentador. A nós - eleitores, trabalhadores, cidadãos honestos - resta torcer para que o acaso nos proteja enquanto andamos distraídos por esse campo minado diariamente. Mudar o “sistema”?! Ora, ele entrega a mão para não perder o braço e se recria em mil cabeças de serpente sempre e sempre.

Faz sol e um calor dos infernos no balneário. A esperança morreu de bala perdida.

O desejo é o último que morre.

Um comentário:

Mirelle Siqueira disse...

e eu do lado de ca louca pra ver o filme! ai, que agoniaa!!!